SÃO GABRIEL WEATHER
santa margarida

Roforma agrária proporciona retorno de jovem à terra em Santa Margarida do Sul

2020 foi um ano de conquistas para o agricultor filho de assentados, Jeferson Ourives Chicatte, que retornou à terra dos pais - na área de reforma agrária Novo Horizonte II, em Santa Margarida do Sul, no Rio Grande do Sul - após morar meia década em ambiente urbano. Em exatos 14 meses, o jovem ganhou espaço no mercado local seguindo uma rotina de trabalho intenso e aperfeiçoamento constante no sistema produtivo. Aos 25 anos, ele comemora o reencontro com a vocação agrícola aliada à ampliação da renda.

As mudanças começaram a ser idealizadas no final de 2019, quando Jeferson adquiriu 200 pintinhas destinadas à produção de ovos. "Via que tinha muita procura quando visitava os meus pais", revela. Em fevereiro de 2020, o investimento gerou retorno suficiente para o então auxiliar de marcenaria deixar o emprego urbano rumo ao assentamento.

Hoje ele coleta média de dez dúzias diárias, vendidas por R$ 6,00 cada. Parte do lucro cobre os custos e outra é reservada parar sustentar a expansão produtiva. Com apoio da Emater/RS-Ascar, Jeferson está prestes a instalar uma agroindústria para agregar valor aos produtos. Outra meta é aumentar o plantel para mil poedeiras até o final do ano.

A avicultura corre em paralelo ao cultivo de hortaliças. Em meados do ano passado, o agricultor financiou uma estufa de onde colhe principalmente pimentão, tomate e morango. A área é tratada sem agrotóxicos usando conhecimentos pesquisados na internet, consultas à assistência técnica e acúmulo de experiências. A última doença nas plantas, por exemplo, foi controlada com auxílio de uma solução contendo álcool, sementes de cinamomo e água.

Os ingressos financeiros da horticultura são igualmente investidos na própria atividade. A primeira safra apoiou-se em dois mil morangueiros, número que dobrou no final de março e ganhou canteiros elevados do chão para facilitar o manejo.

O esforço na agricultura tem como objetivo a certificação orgânica oficial, que facilitará atingir novos consumidores.

Passos planejados - Atento às tendências do mercado, Jeferson Chicatte combina diferentes formas de comercialização. Além de atender fregueses no lote, recebe encomendas por telefone e no perfil @fazenda_chicatte, onde são postadas cenas do cotidiano produtivo e paisagens do assentamento. Os itens ainda estão disponíveis na Feira do Produtor, organizada semanalmente pela Emater/RS-Ascar junto à BR 290 (rodovia de ligação entre Porto Alegre e a Argentina). Outro destino das mercadorias é o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

As estratégias garantem renda superior ao salário dos tempos urbanos, permitindo que Jeferson concretize novos planos gradativamente. A próxima novidade - para a qual já há dinheiro economizado - dever ser uma caminhonete para transporte de carga. No campo pessoal, uma das grandes satisfações é o início da construção da moradia perto dos pais. "Quero ter minha casa. Gosto de morar aqui, é mais quieto do que na cidade e faço o que gosto", resume.

Para os pais, Antônio e Nilza, a iniciativa de Jéferson é motivo de contentamento. "Foi uma alegria quando ele disse 'vou morar com vocês'. É importante ter um filho junto", relata a mãe.

A agricultora conta que os progenitores continuam produzindo milho e leite nos oito hectares secos do lote, além de destinar quatro hectares alagáveis ao arroz. "Sempre que a gente pode, apoia e ajuda para ele progredir. Esse é o trabalho dele agora e vai garantir o futuro", prevê a mãe.

ULTIMAS NOTÍCIAS

Missão

Ser o veículo de integração da comunidade, contribuindo para o seu desenvolvimento com informação precisa, responsável e imparcial..

+55 (55) 3232-9528 | R: Coronel Sezefredo n° 596 -
Centro | CEP: 97300-222 | SÃO GABRIEL | RS | BRASIL